Como Devia Estar, de Ana Ferreira

|  Por Zoe X  |

Um certo dia, me peguei pensando: que vou resenhar dessa vez? Logo me coloquei em uma caçada maluca atrás de algum livro de vampiros, afinal de contas, é meu gênero favorito. Passei o olho em umas vinte obras e, por melhor que elas fossem, nada me pegou de jeito  e eu só escrevo sobre aquilo que mexe no profundo, seja na imaginação ou no coração. 

 Foi aí que me peguei pensando, será que eu estou procurando no lugar certo? Então lembrei do meu livro FAVORITO do Wattpad!

O que você faria se o amor da sua vida decidisse se separar de você?
Isabel, uma veterinária de São Paulo, decide esperar ele voltar. E não é à toa: com Marcelo ela construiu sua vida e tiveram um filho juntos. Apesar do ex-marido já ter outra pessoa em sua vida, Bel prefere acreditar que no momento certo o destino irá uni-los novamente.
Mas como toda mulher moderna, mesmo esperando, Isabel não se priva das coisas boas da vida. Em meio a animais, músicas do Queen e livros de poesia, ela conhece Beto, um rapaz divertido e bem mais novo que ela.
Agora ela precisa entender as turbulências que estão acontecendo em sua vida, enquanto trilha o caminho para como sua vida devia estar.

Lembro como se fosse hoje quando Como Devia Estar veio parar na minha mão. Resolvi fazer uma troca de leitura e pedi encarecidamente: NÃO ME MANDEM ROMANCES. Mas Ana ignorou meu pedido e me ofereceu o livro pra ler. Se fosse em qualquer outro período do mês, eu provavelmente teria mandado ela catar coquinho, mas sabe aquela coisa de “o livro escolhe por quem vai ser lido”? Então, foi exatamente isso que aconteceu.

Logo que ela me mandou a sinopse, eu já fiquei apaixonada por saber que o livro se passava na minha cidade  em bairros onde eu trabalhei e que conheço cada detalhe de cada uma das ruas – e expunha algo que eu ainda não tinha lido em lugar nenhum: a relação de uma mulher mais velha com um homem mais novo. 

O livro ganhou lugar no limbo da minha biblioteca  tenho a péssima mania de colocar seiscentos livros lá e só me apego a um ou dois de cada vez – e ficou lá até que Ana veio avisar que o livro estava finalizado. 

Como Devia Estar te apresenta uma protagonista negra, morando em um bairro nobre de São Paulo, muito bem-sucedida profissionalmente. Mãe, ex-esposa e, ainda, mulher. Mulher daquelas que você se apaixona pela essência doce e forte. 

Por um acaso do destino, ela conhece Beto – e eu, que achei que seria mais um romance daqueles que os personagens se apaixonam de imediato, caí do cavalo – e começa a se redescobrir enquanto se relaciona com ele. 

Ana aborda a maternidade, a guarda compartilhada, a autoestima, a realização profissional, a amizade, os relacionamentos e principalmente fala sobre como nós somos responsáveis pela nossa felicidade. Aquela coisa de se reinventar  que muitos duvidam, mas que existe; depois de ler esse livro, percebo que a consciência disso não vem com tapinhas nas tuas costas, mas sim com os dois pés no seu peito – sem precisar de um motivo externo. Apenas você, sua realidade, vontades e motivos. 

Ana te apresenta um romance em que o foco não é torcer pra que o mocinho e a mocinha fiquem juntos, mas sim ler uma história real, em que a personagem acorda pra vida e percebe que é muito mais do que a espera do marido pra casa, do que a mãe liberal e moderna, do que o julgamento alheio sobre quem ela é ou o que ela faz com a vida pessoal. 

Eu tive a honra de ser a primeira pessoa de ler a obra finalizada e te convido a dar um mergulho de cabeça nessa história e descobrir por si só Como Devia Estar.

Beijos da Zoe, até a próxima. <3 

2 comentários:

  1. Que maravilhosa!!!! Fiquei interessada pelo livro. Ainda está na plataforma? Parabéns Zoe!

    ResponderExcluir
  2. Que delicia de Resenha! Acho que acrescentei mais um livro na minha interminável lista de leitura. Parabéns Zoe e Equipe Capitu!

    ResponderExcluir