Amor de Valentina, de Angie Mello


O tanto que eu fiquei feliz quando “Amor de Valentina”, primeiro livro da autora Angie Mello, chegou na minha casa, pelos correios, não está no gibi! Abri a embalagem feliz da minha vida e fiquei namorando a capa lindona do livro, pensando em como é bom quando um livro delicioso consegue sua oportunidade de virar físico. <3
Ok, antes de mais nada, eu explico uma coisa: eu revisei esse livro. E amei muito esse trabalho. É uma das vantagens de ser revisora: nós nos deparamos com livros tão legais, que nos pegamos rindo durante a primeira leitura! AMO quando isso acontece!

Amor de Valentina é um romance suave. E isso não é negativo, viu? Pelo contrário! É esse o charme do livro, é isso que me fez sorrir tantas vezes enquanto trabalhava nele.

Contado em terceira pessoa, o romance nos mostra o início de um belo relacionamento entre Valentina, uma veterinária que vai até Goiânia para fazer uma entrevista de emprego, mas acaba sofrendo um acidente de carro, e Matheus, seu futuro empregador, que, por sorte, é quem a resgata e chama uma ambulância.

Aí é que vem a questão da suavidade: mesmo com Valentina em coma, mesmo com diversas situações em seu passado ou presente que poderiam ser trabalhadas de modo pesado e desgastante, você lê o livro e se sente bem, é uma leitura gostosa, agradável, que te envolve exatamente por essa leveza com que a história é contada.

Matheus se encanta por ela assim que a vê, e o relacionamento dos dois vai sendo construído aos poucos, sem pressão e sem aquela coisa chata do chefe dominador que quase obriga a empregada a transar. NOSSA, COMO EU ODEIO ISSO!

Uma das coisas mais interessantes nesse romance é o modo como ele é contado. Ao contrário do que estou acostumada, a narração é feita em uma vibe de novela. Mas não novela o gênero literário, mas sim telenovelas! Sabe aquela estrutura de novelas mexicanas, de várias pequenas situações que vão acontecendo e sendo resolvidas de quatro em quatro capítulos, cinco em cinco? Não? Ok, vamos pegar um exemplo.

Em “A Usurpadora”, novela maravilhosa, adoro, me julguem, Paulina trabalha em um clube (ou algo assim, não me recordo totalmente, convenhamos: 1998), é humilde e namora um homem babacón e ambicioso. Logo no começo de sua história, seus problemas são: o namoro com esse imbecil e a saúde de sua mãe, que está quase batendo as botas. Um dos problemas é rapidamente resolvido, quando o babacón se manda ao ser pressionado sobre casamento. Em compensação, um novo problema surge quando ela encontra Paola, sua irmã gêmea do mal, que ela nem sabia existir. Aí vem o babado: Paola, uma ricona entediada, a obriga a substitui-la em sua família chata enquanto vai curtir a vida. Paulina recusa, mas a mocreia ryca a ameaça. Um novo problema surge, e por aí vai.

Essa estrutura se mantém em Amor de Valentina. Há alguns problemas centrais, claro, mas, em geral, há várias situações que vão se resolvendo ou sendo criadas de tantos em tantos capítulos. Isso é brilhante de se ler no Wattpad, que é uma plataforma em que você posta seus livros de forma gratuita e seriada (ou não, há quem poste tudo de uma vez, mas, no geral, as postagens são semanais ou diárias, ou de acordo com o que o autor decidir com seus leitores), e acaba funcionando bem em sua versão física (ou digital, na Amazon) também.

Cá entre nós, eu ADORAVA novelas mexicanas, então curti muito ler esse livro e imaginar que se tratava de uma, apesar de a história se passar no Centro-Oeste brasileiro (saudades, terra vermelha!). Como já disse antes, foi uma leitura gostosa, leve e que me embalou até o final. Os personagens são cativantes, como Guilherme, empregado de Matheus, um homem rústico e absolutamente adorável, e os vilões, que, por mais que eu implique com o fato de serem em sua maioria mulheres, são odiáveis, e isso é tão gostoso! Adoro odiar um vilão. Me julguem, eu compreendo.

Amor de Valentina é delicioso e uma leitura recomendadíssima para quem está de saco cheio de casais que brigam do começo ao fim, chefes dominadores e mocinhas meio lerdas!

Um comentário:

  1. Coisa mais linda! Amo muito tudo isso!
    Obrigada lindona! Beijos.

    ResponderExcluir